16 outubro, 2010

Começa na próxima segunda a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Sent to you by Sueli via Google Reader:

via Página Inicial by guilherme.oliveira@capes.gov.br (Assessoria de Imprensa da Capes) on 10/15/10

Cartaz_SemanaCTA partir da próxima segunda-feira, 18, acontece em todo o país a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), um dos maiores eventos de divulgação científica do mundo. O tema deste ano é Ciência para o desenvolvimento sustentável. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) participa do evento com um estande de divulgação em Brasília, na Esplanada dos Ministérios.

A semana é organizada pelo Departamento de Popularização e Difusão de C&T, órgão do Ministério de Ciência e Tecnologia. Estão programadas palestras, feiras de ciência, oficinas, exibição de filmes entre outras atividades. Qualquer instituição pode se inscrever na Semana, basta visitar a página do evento. Em 2009, 492 cidades realizaram 24.978 atividades.

O portal da SNCT, o maior evento de divulgação científica do país e um dos maiores do mundo, traz também vídeos que contam a história de vida de vários cientistas bem-sucedidos do país. É possível fazer uma busca completa de todos os eventos programados para acontecer no país. A participação nos eventos é gratuita.

01 outubro, 2010

Escritor apresenta 25 "grandes mistérios da humanidade"

mi

Sent to you by Sueli via Google Reader:

Paul Aron investiga fenômenos intrigantes da humanidade

Escritor apresenta 25 "grandes mistérios da humanidade"


Divulgação
Paul Aron investiga acontecimentos intrigantes da humanidade
Por que os faraós construíram as pirâmides? O que são as linhas de Nazca? Por que a civilização maia chegou ao fim? Seria possível salvar o Titanic? Algumas dessas perguntas estão sempre no ar. Elas mantêm acesa a curiosidade e o fascínio em torno de algumas das mais incríveis histórias da civilização humana. O escritor e jornalista Paul Aron investigou a fundo 25 desses fatos históricos e coloca mais lenha na fogueira no livro "Mistérios da História - uma investigação sobre os acontecimentos mais intrigantes de todos os tempos" (Manole). Sobre as pirâmides, esse "detetive da história" diz que o fato de nunca ter sido encontrado um faraó em seu túmulo gerou inúmeras teorias. Uma das hipóteses foi levantada pelo físico Kurt Mendelssohn. Em 1974, ele afirmou que as pirâmides eram projetos urbanísticos e não túmulos. Segundo Mendelssohn, o objetivo era criar uma identidade nacional egípcia para um conjunto de tribos dispersas. Isso explicaria a existência de mais de uma pirâmide para alguns faraós. Um dos grandes construtores do Egito, o faraó Snerfu, mandou erguer três delas. Leia mais (23/09/2010 - 19h19)